Quais são os 25 sinais do autismo?

Sinais do autismo em crianças.

Os primeiros sinais do autismo geralmente aparecem durante os primeiros 2 anos de idade, quando a criança ainda mora com os pais e interage diariamente com outras pessoas.

No entanto, o autismo pode ser difícil de detectar em seus estágios iniciais, por isso é importante conhecer os sinais à medida que seu filho cresce e se desenvolve.

Os sinais de autismo muitas vezes podem se apresentar logo na infância, ou podem não se tornar óbvios até que seu filho atinja a adolescência. Porém, com observação cuidadosa e consciência, você pode ajudar a identificar e resolver quaisquer problemas que possam afetar seu filho(a) muito antes da condição apresentar sinais mais complexos.

Neste artigo, exploraremos 25 sinais do autismo que você deve observar à medida que seu filho cresce. Vamos lá?

 

1. A criança autista geralmente fala na terceira pessoa

Antes de mais nada: crianças com autismo geralmente falam na terceira pessoa, sobre si mesmas.

Em si, o uso da terceira pessoa na fala e na escrita é uma característica comum que pode ser percebida desde cedo.

Sinais do autismo em crianças podem não ser aparentes no nascimento, mas muitas características se tornam claras logo após começarem a falar.

É um sinal comum que você deve ficar de olho e não apenas desconsiderar como uma mania.

Falar na terceira pessoa pode indicar que seu filho está passando por ansiedade ou desconforto, por isso é importante falar sobre como ele se sente e descobrir como você pode ajudá-lo.

 

2. A pessoa com autismo evita contato olho-a-olho

Crianças autistas evitam contato visual.

Um grande sinal de que uma criança é autista é evitar o contato visual com outras pessoas.

Isso acontece porque as pessoas com espectro autista têm dificuldade em decifrar o que uma pessoa pode estar pensando e sentindo com base em suas expressões faciais e linguagem corporal.

Em situações sociais, pode ser incrivelmente desconfortável para eles se envolverem em interações cara a cara, e é por isso que muitas delas crescem e se tornam pessoas introvertidas. Este é um clássico sinal do autismo.

 

3. Apresentam dificuldades de socialização

Crianças com autismo muitas vezes têm dificuldade em interagir com outras pessoas.

Em particular, crianças com transtorno do espectro podem evitar contato visual, parecer desinteressadas por outras pessoas ou ser incapazes de responder quando alguém está falando com elas.

Desse modo, mesmo que seus sintomas possam ser mais sutis do que os de crianças com um caso mais intenso de transtorno do espectro autista (TEA), eles ainda têm barreiras sociais muito reais que impedem a capacidade de lidar na vida cotidiana.

 

4. Sinais do autismo: dificuldade de reconhecer emoções

É por isso que muitos autistas têm dificuldades em interagir com outras pessoas.

Afinal, eles também podem ter dificuldades em ler as expressões faciais ou a linguagem corporal dos outros. E isso tem um impacto em suas interações sociais e amizades.

No entanto, essas dificuldades normalmente parecem ser menos aparentes quando uma pessoa autista é mais jovem, porque geralmente não se espera que as crianças reconheçam emoções e, portanto, não são reconhecidas pelas pessoas ao seu redor como tendo problemas em identificar certas mudanças de humor.

 

5. O autista tem rotinas rígidas

Pessoas autistas tendem a se sentir confortadas por rotinas rígidas, onde as coisas acontecem em determinados momentos e em determinadas ordens.

Isso os ajuda a manter o foco em tarefas importantes e a lidar com o estresse de forma mais eficaz.

Se você está procurando por sinais do autismo em crianças, um dos mais óbvios é a resistência do pequeno à mudança ou desvio da rotina diária.

A maioria das crianças autistas resistirá a mudar sua rotina se isso significar cortar algo que já está fazendo – desde limpar o quarto até jogar videogame.

 

6. Dificuldade de adaptação

Sinais do autismo em crianças.

Um dos sinais mais evidentes do autismo em crianças é a dificuldade de adaptação. A princípio, eles podem ter problemas para fazer transições; portanto, passar de uma atividade para outra pode ser um grande desafio.

Além disso, pais e professores podem perceber que algumas crianças autistas parecem não prestar atenção e são frequentemente desorganizadas. Muitas dessas crianças têm problemas com sons, toques ou cheiros.

 

7. Dificuldades para imaginar coisas

A maioria das crianças brinca de faz-de-conta; crianças autistas muitas vezes não podem.

Eles também podem ter dificuldade em imaginar coisas que não estão presentes na realidade, como uma pessoa ou um animal na sala ao lado.

Se seu filho tem problemas para fazer coisas que outras crianças fazem naturalmente, pode ser um sinal de autismo.

 

8. O autista tem problemas para manter o foco, bem como a concentração

Um grande sinal de que uma criança é autista é ter dificuldades para manter a concentração em circunstâncias até então consideradas típicas.

Por exemplo, as pessoas com espectro autista têm dificuldade em decifrar o que uma pessoa pode estar pensando e sentindo com base em suas expressões faciais e linguagem corporal.

Alguns podem achar difícil brincar ou se envolver com brinquedos, enquanto outros terão dificuldade em ficar parados e quietos durante uma refeição.

A intervenção precoce pode ajudar essas crianças a aprender melhores habilidades de concentração à medida que envelhecem.

 

9. Na mesma medida, pessoas com autismo podem ter hiperfoco

Pessoas com autismo geralmente possuem hiperfoco.

Pessoas autistas podem mostrar sinais de hiperfoco. Ou seja, entrar em um estado de foco intenso.

É comum que crianças com autismo mostrem sinais de hiperfoco ao se concentrar em uma tarefa específica.

Muitos pais tendem a reclamar que seus filhos com autismo não respondem quando falam, mas ele ou ela pode estar completamente focado em uma tarefa específica, como brincar com uma bola ou girar uma moeda várias vezes na mão.

 

10. Dificuldades de processamento auditivo

As pessoas com autismo têm dificuldades de processamento auditivo, o que as leva a prestar mais atenção às pistas visuais do que às pistas auditivas.

Com isso, um problema enfrentado por muitas crianças autistas é prestar atenção nas aulas; mesmo que todos pareçam estar falando diretamente com elas, tudo o que elas podem ouvir geralmente são zumbidos ou “frases sem sentido”.

Muitas vezes, a comunicação só ocorre quando alguém mostra algum desenho ou imagem daquilo que se quer transmitir.

 

11. Igualmente, o autista pode ter crises sensoriais devido aos superestímulos

Muitas pessoas autistas devem lidar com crises sensoriais devido à superestimulação.

Estes episódios podem ser bastante estressantes, ou mesmo impossíveis de lidar.

 

12. Sinais de autismo: dificuldades para elaborar frases simples ou atrasos na fala

Aqueles que têm dificuldades ou atrasos na fala costumam usar o que é conhecido como ecolalia. Isto é, quando repetem algo que foi dito por outra pessoa.

Isso permite que eles trabalhem com o que querem dizer em seu próprio tempo, mas também significa que a comunicação com os outros pode ser difícil.

Muitas crianças e adultos autistas têm problemas de fala, por isso é importante que os pais e cuidadores monitorem o desenvolvimento da linguagem.

 

13. Regressão de linguagem também é um dos sinais do autismo em crianças e adolescentes

Aqueles que têm autismo podem perder a linguagem que aprenderam anteriormente ou podem experimentar uma regressão nas habilidades linguísticas.

Por exemplo, uma pessoa autista pode começar a confiar na ecolalia (repetir o que os outros dizem) em vez de criar suas próprias frases. Ou ela pode não usar pronomes, como você e eu.

A regressão da linguagem é especialmente aparente em crianças não-verbais que têm autismo, mas também foi observada em algumas crianças autistas verbais.

 

14. Um dos sinais do autismo é o uso de linguagem própria

Um dos sinais mais importantes do autismo é o uso da linguagem.

Se uma criança não é capaz de começar a falar aos dois anos de idade ou se a fala é atrasada até depois dessa idade, o autismo pode estar presente.

As crianças com autismo têm problemas para relacionar seus pensamentos com os outros e são incapazes de captar sinais sociais. Por isso, eles podem criar expressões e até “novos idiomas” para se comunicar com os outros à sua volta.

 

15. Presença de STIMs

Presença de STIMs é recorrente em casos de autismo.

 

A princípio, um dos sinais do autismo é a presença de STIMS (estereotipias).

Em geral, os STIMS são padrões fixos de pensamento, emoção e comportamento que influenciam a forma como os autistas se relacionam com outras pessoas.

Como é um sinal de autismo, as crianças estereotipadas podem parecer diferentes do resto desde a infância. Elas tendem a repetir o que ouvem ou veem – e até podem repetir comportamentos ou gestos repetidamente.

 

16. Repetição de falas ou palavras

Muitos autistas apresentam repetição em seus padrões de fala.

Esse tipo de repetição de palavras é chamado de ecolalia e, embora muitas vezes seja embaraçoso para crianças e pais autistas, também é um indicador bastante confiável de que uma criança está no espectro.

A repetição pode ser tanto comportamental quanto verbal.

 

17. Teoria da Mente (ou seja, a capacidade de se colocar no lugar do próximo) é um sinal clássico do autismo

A capacidade de entender os sentimentos, pensamentos e desejos de outras pessoas é conhecida como teoria da mente.

Os primeiros sinais de autismo em crianças são muitas vezes a ausência ou problemas com a teoria da mente.

Dessa forma, estes podem incluir atraso, falha em desenvolver brincadeiras de faz-de-conta, problemas de revezamento durante jogos e atividades, comunicação não verbal estranha (expressões faciais) e dificuldade em interpretar pistas sociais.

 

18. A criança parece desconectada da realidade

Os sinais do autismo em crianças geralmente são simples, mas podem ser difíceis para pais e profissionais identificarem.

Muitos dos primeiros sinais parecem um desenvolvimento normal, mas quando uma criança luta com a realidade – mesmo diante de uma distração mínima – é motivo de preocupação.

Um dos sinais mais comuns do autismo é estar desconectado da realidade, com uma criança parecendo estar vivendo em seu próprio mundinho e tendo dificuldade nas interações do dia-a-dia.

 

19. Expressar ruídos ou “sons estranhos”

A criança pode constantemente emitir ruídos, imitar animais ou ter reações incomuns quando ouve um barulho alto ou se um avião passa por cima.

Além disso, eles também podem mergulhar na música ou ficar obcecados com os sons que estão ao seu redor.

Se seu bebê faz barulhos estranhos constantemente e parece preocupado com sons e vozes, ele pode ser autista.

 

20. Dificuldades para iniciar tarefas

Sinais do autismo em crianças.

Incapacidade de iniciar tarefas e continuar com as tarefas é um dos sinais do autismo em crianças. Esses sintomas podem ser semelhantes aos que resultam da ansiedade ou da depressão.

Enquanto alguns acham difícil, senão impossível, muitas crianças autistas se beneficiarão ao aprender a dividir uma atividade em etapas menores, o que tornará mais fácil para eles (e para você) completar essas tarefas sem estresse ou dificuldade indevidos.

 

21. Agrupar objetos por cor ou forma

Geralmente, toda criança autista sabe como agrupar objetos por cor ou forma.

Para elas, isso pode significar classificar as coisas em pilhas semelhantes.

Crianças autistas podem ter uma propensão natural para agrupar itens de acordo com essas categorias, porque estão buscando ordem em seu entorno e querem que tudo combine perfeitamente.

 

22. Presença de outras síndromes ou distúrbios

Um dos sinais do autismo é a presença de outra síndrome ou distúrbio. Exemplos clássicos, incluem síndrome de Rett, síndrome do X frágil, bem como síndrome de Down.

Quando o autismo é acompanhado por outra condição, os sintomas geralmente são mais graves.

Essas crianças precisam de ajuda e apoio extra na escola e nas tarefas cotidianas, como tomar banho ou se vestir.

 

23. Geralmente, utilizam mãos e braços de outras pessoas para pegar objetos

Este é um dos sinais conhecidos que acompanha a vida do autista durante toda a sua infância e adolescência.

Em casos mais leves, é possível que haja uma dificuldade para reconhecê-lo, mas é identificado devido a presença de outros comportamentos repetitivos.

 

24. Sinais do autismo: andar nas pontas dos pés

As crianças autistas costumam andar na ponta dos pés ou colocar um pé na frente do outro.

Isso pode ser devido ao aperto nos músculos da panturrilha que restringe o fluxo sanguíneo, criando dor quando eles suportam todo o peso.

 

25. Colocar objetos na boca

A princípio, a criança autista muitas vezes coloca objetos na boca. O objeto pode ser um mordedor, uma peça de roupa ou qualquer outra coisa que ele encontre.

Ao perceber esses comportamentos, leve-o a um especialista que o examinará e avaliará se há algum tipo de problema.

 

Quais tipos de tratamentos funcionam melhor?

As principais intervenções para tratamento do autismo.

O tratamento precoce é extremamente importante, portanto, se você acredita que seu filho pode estar sofrendo de autismo, é melhor procurar uma opinião profissional o mais rápido possível.

Existem muitas escolas de pensamento diferentes sobre o que funciona melhor para o tratamento do autismo, portanto, considere isso antes de tomar qualquer ação.

Algumas vertentes defendem tratamentos controversos, como terapia de quelação ou dietas sem glúten, mas muitos profissionais aconselham tratamentos mais tradicionais, como terapia ocupacional ou fonoaudiologia.

Ao aprender a observar e reconhecer sinais do autismo em crianças pequenas, você poderá fornecer melhor atenção e cuidados ao seu filho. Desde já, isso permite que ele se desenvolva rapidamente.